Tribos Urbanas: Hipster, o novo gays

Estava eu em um belo dia assistindo minha novelinha Carrossel e tomando um leite com Nescau e aí pensei “nossa hispters é algo gay interessante. Porque não falar mau escrever sobre eles?” e por isso estou aqui (não aqui dentro desse post gente, só escrevendo mesmo tá? É porque senão vocês ficam me procurando aqui tals, aí é meio chato).

gay sendo hipster ou vice-versa

gay sendo hipster ou vice-versa

Bom os hipster já surgiram aí na época de doismil mais ou menos e tinham o objetivo único de dar o cú ser diferentão. Aí ao longo dos anos eles pensou “ah, vou usar xadrez, ser gay, uns óculos de aro grosso, ser gay, deixar barba, ser gay e também ser chatos vamos” e aí saíram na rua.

Hipster considerado por muitos o novo gays, são facilmente encontrados na cidade mais fedida rica do Brasil, São Paulo. Lá é um prato cheio, porque tem as coisas chatas cultas que eles curtem: música de artista que nunca vendeu um cd, Starbucks, Livrarias e Augusta, um lugar cheio de barzinhos de bicha maior movimentados.

TV On The Radio, famosos hipster no Lula

TV On The Radio, famosos hipster no Lula

Os bichonas hipster tem uma características de curtir só coisas meio undergounds, só que gays. Tipo eles preferem ler revistas que ninguém quer ler, ouvir bandas que tocam no Lollapalooza (bandas que nem existem) e comer aquele Kit Kat, que é Bis com açúcar gay.

Hipsters na realidade são apenas pessoas comuns que tem pais com grana. Como eles querem ser diferentes olham para os outros como cara de nojo (mesmo tendo barba nojenta) e, apesar do ar mente aberta, eles têm preconceito contra pobres rappers e funkeiros.

olha meu shotinho, sou hipster, me beije caras

olha meu shotinho, sou hipster, me beije caras

O estranho é que eles não curtem essas tribos de bandidos pobres, mas curtem usar shortinho gayzinho pequeno comprado por 500 dinheiros na Zara.

Sob um âmbito geral pessoal, os Hipster é aquele seu vizinho que reclama quando você coloca um CD do Exaltasamba em volume alto, mas liga o Renato Russo dele no último enquanto enfia um cenoura no cú sendo chatos.

Somos hipster, vamos nos beijar na Augusta-SP

Somos hipster, vamos nos beijar na Augusta-SP

Afinal, Hipster o novo gays, não passa de mais uma modinha, só que no caso a ideia deles e ser contra modinha da sociedade, ou seja, são contra eles mesmos, só que gays. São irônicos e soberbos como ricos babacas, fedidos como mendigos, usam barbas como mendigos… E tudo isso ainda sendo totalmente chatos =D

Agora que você conhece melhor o hipsters nada melhor do que sair na rua e curtir a vida, menos em São Paulo, por que lá fede e tem hispster em todo lugar.

Abs galera 😉

Hipster gata,aprovada

Hipster gata,aprovada

P.S: não falei de mina hispter porque sendo gata nóis farpa tiozão

Sobre dolfoo

Sou o carinha que mora do lado do meu vizinho. Sou filho da minha mãe e do meu pai e irmão do meu irmão...
Esse post foi publicado em Atualidade, Textos e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Tribos Urbanas: Hipster, o novo gays

  1. ruanpedreiro disse:

    BOLE BOLE BOLE > GERAÇÃO COCA-COLA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s